Publicidade

COPIAR O SNIPPET DE CÓDIGO

Popular Posts

Notícias

Recent Posts

[recent]
Jornal Nova Oeste

Carro-pipa arrasta fio telefônico e faz estudante 'voar'

Acidente bizarro no México

Um carro-pipa que passava por rua de Puebla (México) acabou arrastando um fio telefônico, que já estava baixo, e fazendo uma estudante que passava pelo local "voar".
O fio ficou preso abaixo do queixo da jovem de 12 anos e criou um efeito-alavanca, lançando a estudante a alguns metros de distância.
O acidente ocorreu em 28 de novembro, de acordo com a imprensa local. Outras pessoas foram ao socorro da estudante, que conseguiu se levantar. A gravidade dos ferimentos é desconhecida.
Reclamações sobre o estado dos fios telefônicos na região são comuns. Muitas empresas 


Read More
Jornal Nova Oeste

HMB realiza suas primeiras cirurgias neurológicas



Quem passa pelo quarto do jovem Lucas Gabriel, de 15 anos, internado no Hospital Municipal de Barueri (HMB) Dr. Francisco Moran, não imagina que ele passou por uma séria cirurgia no cérebro recentemente. Falando, comendo e andando normalmente, Lucas nem dá sinais de ter sido vítima de uma hidrocefalia. 

O quadro do adolescente era grave e urgente, o que levou a equipe do HMB a realizar sua primeira cirurgia neurológica – tão bem sucedida que é motivo de orgulho e alegria entre os profissionais do Hospital.  



O procedimento de urgência aconteceu no dia 24 de novembroapenas dois dias após o jovem dar entrada no Pronto-Socorro central com fortes dores de cabeça acompanhadas de vômito e tontura 

De acordo com o neurocirurgião responsável pela operaçãoSérgio Tadeu Fernandes, houve “uma obstrução do fluxo líquor por um cisto cerebral, ocasionando uma condição chamada hidrocefalia”, que, se não corrigida a tempo pode levar à morte súbita. O procedimento levou cerca de uma hora e envolveu, ao todo, três médicos. 

Socorro rápido 
Eu me sinto bem, só que às vezes dói onde foi cortado”, conta o jovem Lucas, ansioso para ir embora. Tudo foi tão rápido que ele só se lembra do desespero de sua mãe. “Foi normal, eu só chorei por causa da minha mãe, de ver o desespero dela. Mas agora já passou”, diz, aliviado.  

Os pais de Lucas, Gislaine Aparecida Barbosa Correia e Célio dos Reis, só conseguiram respirar aliviados quando o filho saiu da cirurgia para o quarto. “O alívio mesmo foi quando ele veio para o quarto, na semi-intensiva, aí já estava falando normal. Foi um alívio”, conta Gislaine.  

Para ela, o atendimento recebido no HMB tem sido exemplar. “Eu achei super rápido o atendimento no Hospital”, garante. “Por enquanto não tenho o que questionar, pra mim foi ótimo porque também foi muito rápido e o pessoal é muito legal, você pergunta informação e eles falam, não tenho do que reclamar, não”, garante a mãe.  
Lucas permanece internado no HMB, onde vem realizando exames e aguarda uma transferência. Ele ainda vai precisar de outra cirurgia para tratar o cisto, pois, conforme explica Sérgio Fernades, o procedimento foi paliativo e o caso exige cuidados. A boa notícia é que dificilmente ele terá sequelas “em virtude do tratamento feito em Barueri”, conforme esclarece o neurocirurgião.  

No embalo de salvar vidas 
Depois de Lucas, mais uma pessoa teve a vida salva pela equipe do HMB e por meio do mesmo procedimento cirúrgico. Nquarta-feira (dia 6), Antônio Ferreira da Rocha, de 62 anos, também precisou de uma cirurgia neurológica urgente. Tudo correu tão bem que no dia seguinte ele já estava em casa. 

A filha dele, Ladijane de Oliveira Rocha, está cuidando do pai. “Eu achei bom. Fizeram os exames que precisavam ser feitos, compararam com os que já tínhamos feito. Fizeram tudo que era preciso até a cirurgia”, detalha.  

O tempo que a família passou no Hospital também foi tranquilo, conforme conta Ladijane, que destacou a atenção recebida dos profissionais. Os médicos sempre vêm para dar um parecer à família, sempre tinha algum médico dando atenção, falando com ele e com a família sobre cada procedimento realizado”, relata.  

Read More
Jornal Nova Oeste

Entrevista ao Secretário de Receita do Município de Itapevi, Sr. Luiz Cláudio Freitas



O Jornal Nova Oeste inicia uma série de entrevistas com personalidades da cidade e pretende conversar com os secretários municipais da Prefeitura de Itapevi. Nesta primeira edição, falamos com o titular da pasta da Receita, Luiz Cláudio Freitas.




Primeiramente gostaria de agradecer ao Prefeito Igor Soares e ao Vice Prefeito Marcos Ferreira Godoy (Teco), pela confiança em mim depositada, em assumir uma secretaria tão grandiosa e complexa como a secretaria da receita de nossa cidade. Firmei com ambos o compromisso de trabalhar incansavelmente para alcançarmos uma administração séria, honesta e acima de tudo com muito respeito aos nossos munícipes. Após quase um ano de muito trabalho e dedicação, quero agradecer ainda a todos os funcionários da Secretaria da Receita, que, desde os primeiros dias de 2017, me receberam com muito carinho, ajudaram a conduzir os trabalhos da secretaria da receita de forma ímpar.



Quais têm sido os principais desafios que a secretaria tem enfrentado para aumentar a receita do município?
A atual crise fiscal nacional vem dificultando, cada vez mais, a atuação das administrações municipais.
Por isso, desde que assumi a Secretaria da Receita de Itapevi procurei maximizar a arrecadação e criar mecanismos que facilitem o atendimento ao contribuinte e o recebimento dos tributos municipais, taxas e preços públicos.
Criamos a notificação extrajudicial, ação que tem dado certo em nossa cidade, equilibrando as contas públicas mesmo em momento de crise, além de outras ações, como por exemplo uma maior atuação na fiscalização e agilidade na apuração de créditos de dependam de uma apuração prévia.
Com isso, em meio do turbulento cenário econômico, conseguimos equilibrar a arrecadação municipal, preparando-se para uma perspectiva melhor para 2018.

Quais são as principais fontes de receita do município? Poderia citá-las?
Um município tem, constitucionalmente, alguns tributos diretos e outros indiretos, vez que são recebidos da esfera estadual ou federal.
Citarei os aqueles da alçada municipal:
a)    ISSQN (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza), que é o imposto sobre serviços de qualquer natureza.
b)    IPTU (Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbano) é um imposto que incide sobre a propriedade de qualquer tipo de imóvel, o que inclui: residências, galpões industriais, prédios comerciais ou residenciais, chácaras de recreio, terrenos e quaisquer outros espaços;
c)    ITBI, (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis), imposto municipal que incide sobre a aquisição do imóvel. Como é fácil deduzir a partir do próprio nome do imposto, se seu pagamento não é devidamente efetuado, não há a transmissão da propriedade do imóvel do vendedor para o comprador.

Há ainda impostos de competência estadual (ICMS e IPVA) e federal (simples nacional) que o município recebe através de repasses programados.

 Quais os mecanismos que a Prefeitura adotou para melhorar a eficiência na arrecadação
Acredito que um funcionário motivado pode produzir muito mais em seu dia de trabalho, busquei sem dúvida alguma agir nesse aspecto, e após quase um ano de gestão, conseguimos verificar que não foram em vão as conversas, os elogios, a união do grupo, enfim, motivar foi o primeiro passo para o sucesso de nosso trabalho em 2017.
No mais, conseguimos maior agilidade na atuação dos fiscais de tributos, o que gerou arrecadação rápida para nossa cidade.
Fizemos também centenas de conversas com empresas devedoras de tributos, explanando a necessidade de recebimento dos créditos tributários, essa aproximação entre o Poder Público e a iniciativa privada, também foi um ponto crucial para o equilíbrio das contas municipais.
Realizamos inúmeras reuniões com empresários, comerciantes, demonstrando que a atual administração caminhará sendo parceira destes e de quaisquer outros seguimentos.
Para 2018, inovaremos, pois pela primeira vez na história municipal, criamos o IPTU premiado, que sorteará um carro zero quilômetro, além de outros prêmios aos contribuintes que estiverem em dia com seu imposto predial. Buscamos com isso baixar o percentual de inadimplência do IPTU.
Iniciaremos ainda em 2018, campanhas de conscientização ao pagamento do IPTU, momento em que a população receberá informações da importância do pagamento do referido tributo municipal.
Criaremos em 2018, projeto de instalar em pontos de grande circulação de pessoas, postos de atendimento da receita, aproximando a Prefeitura da nossa população, além de outros projetos que colocaremos em prática no ano de 2018.




Com o impacto da crise econômica em Itapevi nos últimos anos e qual é a estimativa na arrecadação do município para 2018?
Teremos expectativa de arrecadação de R$ 639.002.000,00 para 2018, (Lei  2512/2017 de 29 de novembro de 2017).

Como tem sido o trabalho da prefeitura junto à secretaria de receita na fiscalização para evitar sonegação de impostos e para melhorar a eficiência na arrecadação?
Procurei entender o sistema de trabalho da Secretaria desde o primeiro dia e logo percebi que um dos principais problemas existentes era a desmotivação dos funcionários e o isolamento dos departamentos. Essa situação impactava na arrecadação, pois, não trazia a melhor e mais rápida solução dos problemas e meios de arrecadação.
Então, iniciamos uma reestruturação dos departamentos, convidando cada funcionário a participar dessa mudança, eis que necessária até mesmo para o próprio funcionário.
Estabelecemos novas metas de trabalho e definimos áreas de atuação específica, em nichos da arrecadação que poderia surtir melhores resultados.
Importante registrar que essa mudança implementada, não é só do Secretário, mas sim de todos os funcionários que entenderem que esse era o momento da mudança, que esse esforço e compromisso eram vitais para o crescimento da cidade.

Em muitas cidades o não pagamento dos impostos pode gerar protesto/restrição no nome do devedor, essa ação foi determinada pela Justiça visando diminuir o número de inadimplentes. Em Itapevi como funciona essa cobrança? Tem alguma advertência para inadimplentes? Qual? Se não, tem algum projeto à ser implantado?
Como adiantei, busquei reforçar e aprimorar os meios usuais de cobrança. Entre elas, efetuamos a notificação de todos os contribuintes que estavam em débito com os cofres municipais, tributos, taxas e inclusive multas de trânsito. Foram mais de 50 mil notificações emitidas em 2017.
O resultado foi imediato. Milhares de pessoas começaram a procurar nossa Secretaria, pois queria evitar uma demanda judicial e, sobretudo, cooperarem com esse momento de crescimento da cidade, efetuando o pagamento à vista ou de forma parcelada.


Quanto a inscrição do devedor nos órgãos de proteção ao crédito, essa competência é do Tribunal de Justiça que, ao receber a distribuição de um processo de execução fiscal, já determina essa inclusão.

Nos fale um pouco sobre as ações em conjunto com a Guarda Municipal no combate a perturbação do sossego na cidade.
A parceria com a Guarda Municipal tendo gerado resultados positivos, no ano de 2017 realizamos inúmeras operações para coibir não só a perturbação do sossego dos itapevienses, mas também combate ao descarte irregular de entulho, e outras ações sempre voltadas ao bem estar de nossa população.

E para finalizar, fazendo uma breve comparação de como foi encontrada a receita do município em janeiro de 2017, hoje, já em dezembro, temos um resultado satisfatório ou será necessário mais tempo para recuperar a estabilidade da receita municipal?
Procuramos melhorar a forma de arrecadar e trazer o contribuinte a fazer parte deste projeto de restruturação da cidade. Esse objetivo foi alcançado com trabalho diário, contando com a participação de todos os funcionários que compõem a Secretaria da Receita. Acredito que a palavra MOTIVAÇÃO foi o ponto nevrálgico para que a arrecadação ficasse equilibrada em nossa cidade, todos os setores caminharam juntos, lado a lado com a nova gestão, e isso refletiu nos resultados alcançados.
Outro ponto crucial, foi a abertura da secretaria da receita para reuniões e bate papos com empresários, comerciantes e o munícipes em geral. 


A Secretaria da Receita procurou caminhar lado a lado com esses seguimentos, o que possibilitou uma aproximação gigantesca entre o poder Público e a inciativa privada.  
Desse modo, a estabilidade financeira de um município pode ser analisada de diversas vertentes. Seja da capacidade de endividamento ou mesmo do volume de arrecadação. No caso de Itapevi, prefiro dizer que nossa arrecadação está crescendo, mas ainda temos campo para avançar. Trata-se de um trabalho constante que, em 2018, vai ter um retorno ainda maior.



Read More
Jornal Nova Oeste

Itapevi e Eurofarma fazem doação de óculos para crianças e adolescentes

Total de óculos doados chegará a 1,6 mil até o final de janeiro de 2018
Nesta quarta-feira (6), a Prefeitura de Itapevi e o Instituto Eurofarma entregaram 127 óculos para estudantes com idades entre 4 a 7 anos no Cemeb Tarsila do Amaral, na Vila Aurora. Esta foi a primeira de uma série de doações que devem ser realizadas até o final de janeiro de 2018. O objetivo é melhorar o atendimento oftalmológico às crianças e adolescentes do município.
Desde agosto deste ano, uma parceria entre a administração municipal e a entidade realizou a triagem de 5 mil crianças e adolescentes em 12 escolas da cidade. O projeto já identificou 1,6 mil crianças com algum problema ou limitação visual - todas vão receber óculos doados pela Eurofarma, sem custo para a Prefeitura.
“Os óculos ajudam no desenvolvimento e no aprendizado escolar dos estudantes", disse o prefeito Igor Soares, que acompanhou a entrega. "Vamos seguir trabalhando para fortalecer nossa parceria e melhorar as condições de vida de todos os itapevienses", afirmou.

A estudante Nicole Saturnino, 9, da Cemeb Tarsila do Amaral, explicou que há dois anos sentia fortes dores de cabeça. “Com os óculos, conseguirei acompanhar melhor as aulas e entender o que a professora está escrevendo na lousa”, disse.
Para o pai de Nicole, João Rafael Saturnino, 38, controlador de acesso, a parceria represente "economia no bolso de quem mais precisa. "Saber que um filho está sendo bem cuidado, atendido e tem o respeito da Prefeitura e do setor privado é uma vitória e realização para a família”, afirmou.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 10% das crianças em idade escolar apresentam algum tipo de deficiência visual, o que pode comprometer o desenvolvimento e compreensão do conteúdo aprendido em sala de aula.
Objetivo é zerar fila de oftalmologia
A parceria com o Instituto Eurofarma integra os esforços da Prefeitura de Itapevi para zerar a fila de espera por consultas oftalmológicas em Itapevi. Em janeiro, havia uma lista de 8.500 pacientes esperando por consultas na especialidade, e apenas um profissional atendendo na rede, contabilizando menos de 140 consultas por mês.

Em 11 meses de trabalho, a nova gestão estabeleceu parcerias com o governo do Estado e conseguiu mais espaço para que os itapevienses fossem atendidos nos AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de Itapevi, Carapicuíba, AME Idoso, e também nos hospitais Pirajussara e CEMA.
Com a iniciativa, já foram atendidos cerca de 1.500 pacientes da fila.
Mas apesar do aumento do atendimento, o número ainda é insuficiente, já que somados à fila de espera dos sete mil pedidos antigos, a Secretaria de Saúde e Bem-Estar tem recebido, em média, cerca de 800 guias de encaminhamento para oftalmologia por mês.
Para resolver a questão definitivamente, a Prefeitura decidiu contratar uma empresa e ampliar o atendimento. Desde o dia 22 de novembro, os atendimentos também estão sendo realizados pela Alpha Vision Clínica de Oftalmologia, em Itapevi. O encaminhamento é feito pela Secretaria de Saúde e Bem-Estar.


A escolha da empresa foi feita por meio de pregão presencial e o contrato de um ano determina que a Alpha Vision realize ao longo deste período 25 mil atendimentos – uma média de 2 mil consultas por mês.
Atendimento móvel
Além disso, a Prefeitura iniciará em fevereiro de 2018 o atendimento móvel oftalmológico em todas as escolas da rede municipal.  O programa prevê o serviço de triagem de consultas e cobrirá todas as 71 escolas da rede municipal de ensino e beneficiará cerca de 28 mil crianças matriculadas.


A van que fará o atendimento oftalmológico se somará à Unidade Móvel Odontológica, inaugurada em junho deste ano, com o objetivo de oferecer atendimento dentário gratuitamente aos alunos. “Onde uma van estiver, a outra também estará. A criança sairá da sala apenas uma vez para receber atendimento odontológico e oftalmológico simultaneamente”, explicou Edson Araújo de Souza, coordenador da Central de Regulação de Saúde de Itapevi.
Read More
Jornal Nova Oeste

VEREADORES APROVAM “LEI DO DESDOBRO” PARA REGULARIZAR IMÓVEIS DE ITAPEVI

Imagem relacionada

Finalmente os proprietários de imóveis irregulares em Itapevi poderão regularizar a situação. É que a Câmara Municipal aprovou por unanimidade uma emenda aditiva ao Projeto de Lei Complementar 010/2017, que autoriza a regularização de desdobro e fracionamentos de terrenos no município. A emenda é de autoria de todos os vereadores e foi aprovada na sessão ordinária desta terça-feira, dia 5 de dezembro.


De acordo com o presidente do Legislativo, vereador Bruxão Cavanha, a lei vai beneficiar loteamentos implantados e consolidados antes da promulgação do Plano Diretor de Itapevi. “É voltado para quem tem lote com área mínima de 125m², com testada mínima de 5 metros. Nós vereadores autorizamos a Prefeitura a regularizar os desdobros realizados até fevereiro de 2008”, afirmou.

Além disso, os vereadores também beneficiaram proprietários de imóveis implantados depois de 2008. “Daqui pra frente os novos loteamentos poderão ter testada mínima de 7 metros. É pra todo e qualquer loteamento”, explicou o presidente Bruxão Cavanha. 


A lei comporta o uso residencial, comercial, serviços e industrial de pequeno porte, não poluentes, com restrição para usos de médios e grandes portes e que gerem incômodo à municipalidade.

LUTA ANTIGA – Não é de hoje que os vereadores de Itapevi debatem melhorias relacionadas aos Projetos de Lei referentes à Lei de Zonas Especiais de Interesse Social (ZEIS). “Estamos cumprindo o nosso papel de legislador propondo adequações em situações que necessitam de mais atenção do poder público, sempre buscando proporcionar ações mais justas para cada caso”, afirmou Bruxão Cavanha.

Read More
Jornal Nova Oeste

Prefeitura distribui kits esportivos para 71 escolas de Itapevi



Cerca de 25 mil estudantes serão beneficiados em toda a rede municipal de ensino
A Prefeitura de Itapevi finalizou, nesta segunda-feira (4), a primeira etapa da entrega de kits esportivos para as 71 escolas da rede municipal. O material, que começou a ser entregue no dia 27 de novembro, será utilizado nas aulas regulares de Educação Física e em outras atividades escolares, beneficiando cerca de 25 mil crianças que estudam desde o Pré-I até o 9º ano, com idades entre 4 e 14 anos.


“Além de ampliar o repertório destes recursos na escola, eles também vão contribuir para a o aprendizado do aluno e facilitar e enriquecer a prática pedagógica do professor”, disse Mário Cesar de Oliveira, coordenador do programa municipal Aprendizagem pelo Movimento.
Cada conjunto tem 12 itens. Nesta primeira fase, foram entregues bambolês, bolas para diversas modalidades, cordas, cones e quadros de tchoukball. Até o dia 20 de dezembro, a Secretaria de Educação e Cultura deve concluir a entrega dos materiais, distribuindo bumerangues, frisbees, petecas oficiais, bolões de vinil e kits de tênis com rede, raquetes e bolinhas.


Todos os equipamentos de recreação-esportiva foram comprados pela Secretaria de Educação e Cultura de Itapevi por meio de processo licitatório.  "Nosso objetivo é estimular a habilidade e desenvolvimento infantil e pedagógico de nossas crianças e adolescentes", afirmou Oliveira. "Agora e no início do ano letivo de 2018, todas as escolas irão dispor de materiais novos e ideais para a prática de educação física”, disse.
Sobre o Aprendizagem pelo Movimento
O programa municipal Aprendizagem pelo Movimenta integra 106 professores de educação física. Por meio dele, a Prefeitura promove a formação continuada de docentes e acompanha a rotina escolar na disciplina, subsidiando a prática do professor e estabelecendo parcerias com federações esportivas para promover festivais, torneio e campeonatos.
Read More