Jornal Nova Oeste

Cetesb aponta região Oeste como prioridade para realizar inspeção veicular

Embora os caminhões movidos a óleo diesel continuem sendo os grandes vilões da poluição atmosférica, vem crescendo, nos últimos anos, a participação dos carros e motos na emissão de poluentes.
Com base nessa tendência, a Cetesb (Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental) incluiu Osasco e cidades vizinhas entre os 125 municípios paulistas considerados área prioritária para a adoção de inspeção veicular.
Eles foram selecionados devido ao crescimento da frota registrado nos últimos anos. Os dados fazem parte do “Plano de Controle de Poluição Veicular do Estado de São Paulo 2011-2013”, documento divulgado, esta semana, pela companhia e que traz uma série de medidas visando melhorar a qualidade do ar.
De acordo com o documento, o problema da poluição do ar é agravado, nessas localidades, pelo perfil do sistema de transporte, que ainda utiliza ônibus convencionais movidos a diesel para o transporte público, além de ter o automóvel particular e mais recentemente a motocicleta como opções preponderantes para os deslocamentos.
No caso dos carros, a Cetesb alerta ainda que eles acabam se tornando grandes poluidores, pois há um grande volume desses veículos em circulação, parte com idade avançada, sendo 1,7 milhões acima de 15 anos.
A inspeção veicular verificaria se há emissão, acima do permitido, por parte dos veículos. Em, em caso positivo, os proprietários só poderiam licenciar o veículo após fazer a regularização dos motores.
Das cidades da região Oeste, apenas Osasco anunciou a intenção de adotar a inspeção. Ela entraria em vigor até o final deste ano, mas foi adiada. De acordo com a prefeitura, a opção foi por aguardar a votação, na Assembleia Legislativa, de um projeto que vai uniformizar a adoção da medida em todo o Estado.
Carros emitem 356 mil toneladas de monóxido de carbono em um ano
Dados divulgados esta semana pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) também revelam que em 2011 os cerca de 13,6 milhões de carros do Estado de São Paulo emitiram 356 mil toneladas de monóxido de carbono (CO) na atmosfera, além de 70 mil toneladas de hidrocarbonetos (HC), 240 mil toneladas de óxidos de nitrogênio (NOx), 9 mil toneladas de óxidos de enxofre (SOx).

Jornal Nova Oeste

About Jornal Nova Oeste -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :