Jornal Nova Oeste

Brasil fica em 69º lugar em ranking mundial da corrupção


No ano em que os brasileiros finalmente viram corruptos condenados pela Justiça, com o julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal, o Brasil ficou em 69º lugar - entre 176 países - no Índice de Percepção da Corrupção.  A edição deste ano do projeto da ONG Transparência Internacional conferiu ao Brasil a nota 43, em uma escala de 0 (mais corrupção) a 100 (menos corrupção). As informações são da ONG Contas Abertas.
O resultado coloca o país como o terceiro mais "limpo" da América do Sul, e compartilhando com a África do Sul a liderança das nações que integram os Brics, países emergentes que mais crescem no mundo: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.
Em 2012, a Transparência Internacional mudou a metodologia do índice, por isso não é possível fazer uma comparação direta entre o resultado atual e os dos outros anos. Nos anos anteriores, a nota final de cada país consistia na combinação dos resultados obtidos em outros rankings internacionais de corrupção, posteriormente ponderada em função dos desempenhos do país em cada ranking comparados aos dos outros países avaliados. A partir deste ano, a etapa da ponderação foi eliminada e, agora, as notas do índice são calculadas apenas a partir das notas dos outros rankings.
A 69ª posição coloca o Brasil empatado com a Macedônia e a África do Sul. No Índice 2012, a China obteve 39 pontos (80ª posição), a Índia ganhou 36 (94ª) e a Rússia ficou com 28 (133ª).
Uma colocação à frente da posição brasileira, com a nota 44, encontram-se Kuwait, Romênia e Arábia Saudita. Logo atrás, com nota 42, vêm Bósnia, Itália e São Tomé e Príncipe.
Já entre os vizinhos de continente, o Brasil posicionou-se como o terceiro melhor, perdendo para Chile e Uruguai (72 pontos cada, dividindo a 20ª posição), que tradicionalmente lideram a América do Sul no índice. Atrás do Brasil ficaram, pela ordem: Peru (38 pontos, 83ª posição), Suriname (37, 88ª), Colômbia (36, 94ª), Argentina (35, 102ª), Bolívia (34, 105ª), Equador (32, 118ª), Guiana (28, 133ª), Paraguai (25, 150ª) e Venezuela (19, 165ª).
No dia 19 de novembro, o Brasil ganhou destaque na página oficial da Transparência Internacional, que publicou um texto a respeito do julgamento do mensalão e suas repercussões. Para a ONG, o acontecimento significa que “o Brasil está colocando a luta contra a corrupção no topo da agenda”. O texto citou também as recentes Lei da Ficha Limpa e Lei de Acesso à Informação, e alertou que, apesar das condenações inéditas, “ninguém se entrega à ilusão de que o problema da corrupção tenha sido resolvido”.

Jornal Nova Oeste

About Jornal Nova Oeste -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :