Jornal Nova Oeste

Rogério Lins lidera pesquisa de 2º turno em Osasco, aponta Instituto MAS

Levantamento ouviu 600 eleitores e mostra vantagem do candidato do PTN a quatro dias da eleição; pesquisa aponta que redes sociais não devem mudar o voto


Resultado de imagem para rogerio linsPesquisa do Instituto MAS mostra que o candidato a prefeito Rogério Lins (PTN) aparece na liderança a quatro dias da votação pelo segundo turno em Osasco, à frente do atual prefeito Jorge Lapas (PDT), que concorre à reeleição.
Lins recebeu 55% das intenções de voto contra 34% de Lapas. Outros 7,2% disseram que não votariam em nenhum, enquanto 4,2% citaram não saber em quem irão votar. 
"A não ser que aconteça algo muito extraordinário, os números apontam que virtualmente o Rogério Lins está sendo aquele que está apontado com mais chance de conquistar a prefeitura do município de Osasco", avalia o cientista político Marcos Agostinho, proprietário do Instituto MAS. 
O levantamento foi feito entre os dias 20 e 21 de outubro e ouviu 600 eleitores de todas as regiões da cidade. A margem de erro é de 4 pontos para mais ou para menos e a pesquisa tem o registro de número SP-05133/2016.

Perfil
Entre os eleitores que afirmaram que irão votar em Rogério Lins, 53,6% são mulheres, ante 46,4% dos homens. Quanto à faixa etária, o petenista foi mais citado por quem tem idades entre 25 a 34 anos (28,5%) e acima de 45 (26,4%). Ele também teve boa adesão entre católicos, que representam 44,2% ante 37,6% dos evangélicos.
No caso do prefeito Jorge Lapas, o eleitorado que pretende votar nele é composto por 54% de homens antes ante 46% das mulheres. Lapas também tem como público principal moradores com idades acima de 45 anos que representaram 29,2% de seu eleitorado. No caso da religião, a maioria dos que disse votar no atual prefeito é de evangélicos (47%), seguido dos católicos (35,1%).

Redes sociais
O clima eleitoral acirrado nas redes sociais pode ter impacto, mas para a menor parte do eleitorado. É o que aponta as respostas dos eleitores ouvidos pelo Instituto MAS sobre o 2º turno na cidade. Quando questionados se mudariam seu voto se soubessem de algo negativo pelas redes sociais, 62,7% disseram que não. 
Por outro lado, 13,3% citam que sim, mudariam a escolha e outros 15,5% disseram que ‘talvez’ repensassem seu voto por conta de algo veiculado; 8,5% disseram não saber.
Na avaliação de Agostinho, a discussão nas redes sociais sobre uma ligação entre Lins e o PT não tem surtido efeito e não há mais condições de que seja determinante. “A identificação com o PT, mesmo tendo saído do partido, ainda continua com o Jorge Lapas, em que pese que parte do staff do Rogério Lins pertence ou já tenha pertencido ao PT”.

1º Turno
Na véspera da eleição no primeiro turno, o Instituto MAS também havia feito o levantamento sobre as intenções de voto, antes de Celso Giglio (PSDB) ter seu julgamento no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP). No levantamento que tem o registro SP-00762-2016, Giglio tinha 26,3%, Jorge Lapas (PDT) 26,3% e Rogério Lins (PTN) 21,2%. Agostinho aponta que desde então, Lins cresceu 34 pontos, com a saída dos demais candidatos, enquanto Lapas subiu 8 pontos.

Jornal Nova Oeste

About Jornal Nova Oeste -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :