Jornal Nova Oeste

Atendimento domiciliar de saúde é mantido em Itapevi

Sem a presença desses anjos, a vida da minha filha e da minha família seriam muito mais difíceis”. A frase é de Silmara Costa Santos, 38, moradora do Jardim Rosemary e mãe de Lauane Bispo dos Santos Reis, 6, que possui paralisia cerebral decorrente de toxoplasmose congênita. Silmara é uma das centenas de pacientes que é atendida pelo programa Melhor em Casa que é gerenciado pela Secretaria de Saúde e Bem Estar de Itapevi.
A equipe realiza o atendimento domiciliar de idosos, moradores com doenças neurológicas, crianças com síndromes raras entre outras, oferecendo suporte aos pacientes e orientação quanto aos curativos, cuidados necessários para recuperação, coletas de exames, troca e retirada de sonda entre outros procedimentos necessários.
O serviço conta com duas equipes compostas por três médicos, um fisioterapeuta, uma fonoaudióloga, um assistente social, duas enfermeiras e seis técnicas de enfermagem para atender 260 pacientes crônicos e/ou acamados no município.
Neste ano, já foram feitos 500 atendimentos domiciliares. A equipe de atendimento do programa “Melhor em Casa” foi implementada nesta gestão completando a equipe de profissionais, proporcionando o aumento de atendimentos.
O serviço têm como objetivo reduzir a demanda do atendimento hospitalar e a permanência de usuários internados. “Buscamos a humanização da atenção à saúde e prevenindo novas complicações e possíveis internações dos pacientes, bem como proporcionar o seu convívio familiar”, informa a médica Mariângela Romeiro de Andrade, coordenadora da atenção básica de Itapevi e responsável pelo programa.                      
“A importância desse programa é de além de proporcionar assistência ao paciente, levar à família a possibilidade de acolhimento com o suporte de toda a equipe, em ambiente familiar onde o paciente está acolhido pelos seus entes queridos,  proporcionando assim um tratamento humanizado e consequentemente uma recuperação mais rápida, que é uma das metas de governo do nosso prefeito Igor Soares”, afirma Dra. Luiza Nasi, secretária de Saúde e Bem Estar.
Como funciona o serviço
Os pacientes crônicos e acamados são avaliados por equipes médicas nas unidades de saúde e direcionados ao programa. A partir daí eles fazem parte das escalas de atendimento, de acordo com a complexidade de cada caso.
Segundo a coordenação do “Melhor em Casa”, as visitas médicas são feitas mensalmente. Já a enfermagem atua semanalmente ou de acordo com exigência do quadro clínico do paciente. Os serviços são oferecidos de segunda à sexta-feira, das 7h às 17h, em todo município.
Para a médica cardiologista e geriatra, Maria Emília Denapoli, as visitas trazem grandes benefícios ao paciente. “Nossa presença é uma atuação preventiva e propicia a reabilitação, além de ampliar a autonomia de quem recebe o atendimento, da família e de seu cuidador”, declara.
Ilton Aparecido Araújo, 60, trabalha como porteiro e é morador da Vila Santa Rita, filho de Aparecida do Carmo Araújo, 83, paciente com Alzheimer e demência senil. Ele diz que a vida da mãe mudou com presença dos profissionais em cinco meses de tratamento.
“Minha mãe não se comunicava e recusava alimentação líquida e sólida. Aos poucos, com carinho, atenção e esclarecimentos que eles dão à nossa família, não apenas ela passou a ter uma melhora na qualidade de vida, assim como todos nós começamos a ver a mudança no olhar dela”, diz.
A enfermeira, Luciana Diniz, defende o potencial do programa. “O que fazemos é levar conhecimento científico para dentro dos lares e aplicar na recuperação, tratamento e melhora do quadro clínico. Isso nos motiva e impulsiona”, afirma.
Sua colega, a fonoaudióloga Fabiana Melo, também se sente honrada pelo trabalho. “Vemos que com o apoio de diversos profissionais da saúde é possível agregarmos mais qualidade de vida até mesmo em casos mais graves ou terminais. O importante é não perder a esperança e dedicar-se na evolução de cada paciente”, finaliza.

Jornal Nova Oeste

About Jornal Nova Oeste -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :